quinta-feira, 18 de maio de 2017

Papas de aveia - sem limites :)



As papas de flocos de aveia são uma daquelas coisas que sempre fizeram parte da minha vida. A minha mãe fazia-as, a minha avó também, habituei-me a prepará-las de mil e uma maneiras mas nunca lhes dei grande  atenção por serem tão habituais lá em casa. Fáceis de fazer, saborosas, rápidas e muito saciantes, eram a escolha frequente nos dias em que apetecia um pequeno almoço mais substancial ou quando faltavam ideias para despachar o jantar. Durante muito tempo, as minhas preferidas eram as que fazíamos ao jeito do arroz doce: flocos cozidos em leite com um pau de canela, raspa de limão e açúcar integral de cana. Hoje já não sou grande fã de misturar canela e limão, mas antes era assim mesmo que gostava! Cozidas em água também não aprecio, ficam pouco cremosas. Mas agora não faltam alternativas de leites vegetais bem saborosos como os de amêndoa, avelã, caju, arroz ou mesmo de aveia (tentem fazer em casa porque são mesmo fáceis ou tenham atenção e evitem comprar os que tenham açúcares adicionados).

Nunca abandonei completamente a aveia mas, durante uns tempos, apeteciam-me mais as papas não cozidas - as "overnight oats" como estas de que vos cheguei a falar - que ficam a amolecer durante a noite e nos esperam prontinhas ao pequeno almoço. Recentemente redescobri o prazer de uma boas papas cozidas e cremosas porque percebi que não há muitos limites para a criatividade - e a aveia é mais bem digerida depois de cozida. Há versões que não acabam e podemos sempre inventar e descobrir novas formas de as melhorar.

Na imagem, a preferida do momento: com curcuma e cardamomo, entre várias outras coisas deliciosas. Fica boa e bonita, além de nos fazer muito bem. Dá para prepararmos doses maiores e despacharmos logo vários pequenos almoços de uma vez ou um lanche/almoço pronto a levar (se colocarmos num frasco, fica fácil de transportar).

Uma descoberta boa que fiz com a Catarina Beato no workshop na Maria Granel foi a maravilha que é adicionar uma colher de sopa de farinha de coco e/ou farinha de batata doce às papas porque ficam muito mais cremosas e o sabor também sai a ganhar.

Estou rendida. É bom voltar aos sabores de sempre e encontrar aquele conforto do que nos é familiar sem que deixe de nos surpreender todas as vezes!


GuardarGuardar

6 comentários:

Evy Percebes disse...

Eu também sou fã, quase todos os dias são o meu pequeno almoço. Também adoro com iogurte a fazer de topping.Nas papas de aveia vale tudo;) beijinhos

Catarina disse...

Que imagem maravilhosa 💛!
Linda, alegre e inspiradora.
Sou uma fã de papás de aveia, é adorei as dicas que aprendeste.
Muito obrigada por as partilhares.
Beijinho e bom fim-de-semana.

Ana disse...

Adoro aveia, rainha dos pequenos almoços cá em casa, tb as faço de variadas maneiras. já abri a época dos overnights, pois gosto mais no tempo quente, bebida de aveia gasto há bastante tempo o da Gutbio do Aldi, mas comecei a semana passada a fazer o meu e adorei, tão fácil, barato, para não falar na quantidade de pacotes que não vão para a reciclagem, fiquei mesmo contente. Vou procurar a farinha de batata doce, fiquei curiosa, Beijinhos

Raquel Úria disse...

É isso, Evy Percebes, criatividade e "siga!". :)

Obrigada, Catarina! Experimenta acrescentar a colher de farinha de coco ou de batata doce, sim, vale muito a pena e faz a diferença. :) Beijinhos!

Olá Ana, eu faço vários leites vegetais em casa mas nunca experimentei fazer o de aveia. Agora fiquei com mais vontade de experimentar! :)

Debora disse...

Meu marido adora, mas nunca varia muito a receita. Vou dar a dica pra ele experimentar!

Raquel Úria disse...

:)

Boa, Débora! Espero que gostem.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...