quinta-feira, 2 de julho de 2015

viver mais devagar - verão sem pressas



Ainda falta quase um mês para as minhas férias de verão chegarem mas este blog já assumiu o estado intermitente de ausências mais prolongadas que o habitual, típico das férias. Não fui embora. Continuo por cá. O tempo não tem sido suficiente para tudo, há escolhas que se fazem e as pausas também são importantes.

Esta semana embarquei na nova aventura de ir trabalhar de bicicleta (são 22km diários - muito mais simples e agradáveis do que esperava!) e, como o dia continua a ter só 24 horas, não chega mesmo para tudo. Claro que continuo a visitar-vos e a aparecer por aqui (entretanto tenho de partilhar as minhas receitas preferidas para os dias quentes) mas com a tolerância do "modo verão", pode ser? Podemos ir-nos acompanhando com um bocadinho mais de regularidade no instantâneo instagram e por aqui sempre que a saudade bate e os dias esticam!
Entretanto: Bom Verão, gente bonita!


segunda-feira, 29 de junho de 2015

Portugal é do mar - eu também!



Não há complacência nos dias. Sucedem-se e atropelam-nos como se tivessem pressa de chegar a algum lado. Junho já está a acabar. Mais minuto, menos minuto, contabilizo 8h de praia em 2015. Como não faço questão de inventar a pólvora nem de vos impressionar com uma pretensa originalidade, apetece-me escrever que, para mim, verão é praia. E nunca é demais. Gostava de viver ao lado do mar, ouvir as ondas durante a noite e comer peixe e marisco frescos o ano inteiro. Não peço pouco, pois não?

Conhecem boas receitas frescas e com cheirinho a mar para estes dias em que as férias ainda não chegaram mas queremos enganar-nos e fingir que sim? Com amêijoas, mexilhões, percebes...

(Vou fazer uma lista das minhas preferidas para também partilhar. Combinado?)

sexta-feira, 26 de junho de 2015

Lis-má ou Lis-boa?




Quando um dia com potencial para ser óptimo passa a péssimo, depois melhora um bocadinho até ficar muito bom antes de ficar terrível e depois recupera para acabar quase perfeito. Devo ser esquizofrénica e ainda não sei!

Hoje saí do trabalho pouco depois das 16h e o plano era ideal: só eu, a praia e um livro! Já a caminho, começo a achar o trânsito demasiado compacto para aquela hora, ligo a rádio e ouço que há acidente na ponte e filas intermináveis à minha frente. Uns quilómetros depois, consigo esquivar-me do eixo norte-sul e desisto da praia. Chego a casa e passou 1h. Só pensava em como esta cidade consegue ser tão má por ser tão boa. Há gente demais em Lisboa. Para quem trabalha, o que está perto, fica longe.

Acabei por deixar o carro em casa e ir ter com o marido à baixa. Comemos os melhores croissants do mundo e ouvimos o Camané ao vivo no Chiado, quase morri de cansaço por estar parada em pé durante 1h com a temperatura acima dos 30ºC, regressámos pelo Rossio, andámos às voltas na Mouraria e subimos pelo novo Jardim da Cerca da Graça que é maior do que esperávamos e tem potencial. Andámos mais de 10km a pé e chegámos a casa antes de anoitecer. O dia acabou tão bem que até me esqueci da desilusão da praia. Não sei bem o que pensar desta cidade. Até quando corre mal, acaba bem.

segunda-feira, 22 de junho de 2015

contas de cabeça






Noite de solstício, dias quentes, oficialmente Verão e já passa da meia noite - está tecnicamente terminado mais um fim de semana. Faltam 33 dias (25 úteis) até chegarem as minhas férias deste ano (demoram a chegar, é verdade). Acho que vou começar a fazer traços na parede para contar os dias, tal a sede que tenho de praia e da liberdade para abrandar o ritmo. No fundo, não vejo a hora de poder fugir de Lisboa!

Até lá... aproveitar os finais de dia para acabar de pintar as paredes de casa? Preciso de encontrar coragem.

Sou só eu que já entrei em modo férias com este calor?

sexta-feira, 19 de junho de 2015

Friday i'm in love




Tenho uma panca por este rapaz!

Encontro-vos amanhã, a seguir ao jantar, no Mercado de Santa Clara. Combinado? Mesmo ali ao lado do Panteão, no largo Feira da Ladra. A entrada é livre. Até lá!

Depois damos um saltinho aos outros sítios!

quinta-feira, 18 de junho de 2015

85 anos de Feira do Livro em Lisboa



A 85ª Feira do Livro de Lisboa terminou no passado Domingo. Estive lá duas vezes: num final de tarde e num encerrar de noite. Gosto de passear por lá durante a semana, sem enchentes, com vagar e boa companhia. Encontramos sempre gente conhecida e tantos livros velhos amigos. Não comprei muitos mas vim feliz com os que trouxe. É que mais do que comprar muitos livros, gosto do cheiro deles, do ambiente festivo, das pessoas sentadas na relva, dos jacarandás em flor e do tapete lilás que se estende pelas calçadas de pedra, das noites que chegam quentes e de saber que isto marca o início do Verão em Lisboa.


segunda-feira, 15 de junho de 2015

Bolo húmido de chocolate e amêndoas



Bolo húmido de chocolate e amêndoas

150g Açúcar
3 gemas
100g manteiga meio sal amolecida
3 gotas de essência de rum
100g farinha (sem fermento)
50g cacau em pó
3 claras em castelo
amêndoas lascadas q.b.
manteiga e pão ralado para untar a forma

Juntem os ingredientes pela ordem indicada. Envolvam as claras cuidadosamente, no final. As amêndoas só se acrescentam durante a cozedura - quando a superfície do bolo começa a solidificar, espalham-se sobre ele as amêndoas lascadas e o bolo volta ao forno até tostarem. Ajustem as quantidades de açúcar e farinha ao vosso gosto (eu não medi nem pesei e estas quantidades indicadas são intuitivas) e podem acrescentar um pouco de leite se a massa ficar demasiado espessa a qualquer momento (com natas deve ficar ainda melhor mas eu evitei o exagero desta vez). Usei uma forma de barro para a cozedura ser mais lenta e sem queimar no fundo. Ficou tão bom!


sábado, 13 de junho de 2015

o poder da maquilhagem




Independentemente de se gostar ou não de usar maquilhagem, este vídeo é indiscutivelmente impressionante. Eu raramente uso no dia a dia (é mais uma questão de pressa do que um statement) e, quando uso, pouco vou além do corretor de olheiras e rímel. Seja por não saber usar bem outros produtos ou por achar que não me favorecem, mas não necessariamente por não gostar. Concordo com a máxima de que a melhor maquilhagem é a que não se nota. Não é fácil. Agora, reparem do minuto 1:11 ao 1:34, que base maravilhosa é aquela? Completamente outro campeonato.

quinta-feira, 11 de junho de 2015

receitas doces para o fim-de-semana



Que me lembre, nunca tinha estado ausente do blog por tanto tempo sem ser em férias. Chega o calor e fico tão ocupada a viver e a aproveitar sofregamente cada segundo, que não é fácil sobrar tempo para vir aqui. O frio regressou ontem para nos cortar este incrível pré-verão e eu retomo a minha disponibilidade - por pouco tempo, espero!
Ontem foi Dia de Portugal, feriado a uma quarta-feira, o que faz desta semana um soberbo conjunto de duas mini-semanas. Hoje é como se fosse segunda-feira mas amanhã já é sexta!

Nos próximos dias, e a aproveitar a renovada vontade de cozinhar trazida pelo tempo frio, tenho planos para experimentar:

Tarte de amêndoas e framboesas
 
140 g de manteiga amolecida + 1 noz de manteiga para untar a forma
140g açúcar
140g de farinha + farinha extra para untar a forma
125 g. de amêndoa moída
200 g. de framboesas 
2 ovos M
1 colher de chá de extrato de baunilha
Amêndoa laminada para decorar
Icing sugar para servir
 
(1) Pré-aquecer o forno a 180ºC.
 
(2) Untar uma forma de 20 cm.
 
(3) Numa taça, misturar muito bem as amêndoas moídas, a manteiga, o açúcar, a farinha, os ovos e o extrato de baunilha.
 
(4) Colocar metade da massa na forma, alisando a parte superior. Repartir as framboesas sobre a massa. Cobrir com a massa restante e repartir as lâminas de amêndoas pela superfície.
 
(5) Levar ao forno cerca de 50 minutos a 180ºC, com calor só por baixo, até que adquira um tom dourado e, ao introduzir um palito no centro, ele saia limpo. Retirar do forno, deixar esfriar e desenformar. Servir polvilhado com icing sugar.


Divirtam-se também. Bom apetite!

terça-feira, 9 de junho de 2015

irmãos



O meu irmão faz hoje anos. É o meu único irmão e é muito único - apesar de já ter acrescentado à família uma irmã emprestada e uns clonezinhos. Tenho saudades deles todos os dias em que não estamos juntos. Faz hoje anos que a minha vida se tornou melhor.

segunda-feira, 1 de junho de 2015

cozinha tradicional - feijoada portuguesa



Este é um post robusto, não necessariamente bonitinho e consensual. Ninguém disse que era fácil escrever sobre panelas de pressão e feijoadas!

No mês passado comprámos a nossa primeira panela de pressão. Nunca antes na vida tinha usado uma. Confesso-vos que tinha até algum medo. Afinal, as indicações de segurança são simples e cozinhar com vapor em pressão tem-se revelado bastante seguro e nada de outro mundo. Já os resultados... esses sim, são mesmo de outro mundo! Temos experimentado vários pratos mais pesados que raramente fazíamos antes e que agora demoram um quarto do tempo. Um desses pratos foi esta belíssima feijoada tradicional portuguesa. Bem sei que não é tão glamorosa como os batidos verdes com sementes estranhas mas, quero lá saber! Este molho rico e maravilhoso com couve lombarda a desfazer-se? Sim, por favor.

Têm panela de pressão em casa? Costumam usar? Para fazer o quê? Agradeço já todas as sugestões!


sábado, 30 de maio de 2015

ideias simples para uma mesa informal



A nossa mesa é grande mas ideal para 6 pessoas. Cabem 8 sem grandes ginásticas. A partir daí, costumamos trazer outra mesa (da cozinha ou da varanda) para aumentar o número de lugares.

Desta vez o jantar foi entre amigos, em dia de semana (saí do trabalho às 19h e o jantar estava marcado para as 20h - em nossa casa!) e éramos 10. Não houve muito tempo para nada e por isso a mesa teve de "chegar" para todos.

Inspirei-me no SIMPLY SWEET para esta "toalha" em papel de cenário com os individuais desenhados. É uma ideia muito engraçada, tão fácil como parece e assim... prática! Os individuais podem ter as dimensões que quisermos e o espaço parece maior. Além disso, podem deixar-se canetas ou marcadores espalhados pela mesa e ir fazendo desenhos ou deixando recados ao longo do jantar. 


Os marcadores com os nomes foram os mais simples e rápidos de fazer. Inspirados nestes do SPOON FORK BACON mas, em vez de ramos de alecrim, optei por trocos de bougainvillea - com ar de verão - e um tipo de letra mais desenhado. Deixo-vos as ideias.

No fim, o que interessa mesmo é a boa companhia e o tempo juntos mas há detalhes que dizem "bem vindos" melhor do que quaisquer palavras!



sexta-feira, 29 de maio de 2015

sugestão de fim de semana - para quem tem crias


(créditos da imagem)


"A dar o arranque das Festas de Lisboa 2015, e em véspera do Dia da Criança, dia 31 de Maio, domingo, às 17h00, o espaço do Village Underground (Museu da Carris), em Lisboa, recebe um espectáculo que alarga o conceito 'para toda a família' numa viagem pelos universos únicos de uma das mais acarinhadas cantoras portuguesas das últimas décadas."


Geninha Melo e Castro canta "Conversas com versos". No final podem ir cumprimentar o rapaz do saxofone, que é talentoso e meu amigo.

A entrada é livre.

Espreitem aqui

terça-feira, 26 de maio de 2015

CACAU - ou o segredo de um bolo de chocolate a sério




Já tinha saudades de fazer bolos de chocolate a sério - com cacau mesmo! Não sei se já repararam mas cada vez vai sendo mais difícil encontrarmos cacau à venda. Antes vendia-se em todo o lado. Bebia-se chocolate quente a sério e não leite achocolatado. Agora, quase todas as receitas são feitas a partir de tabletes de chocolate derretido ou chocolate em pó. Se lerem bem a lista de ingredientes percebem que ambas as alternativas vêm cheiss de ingredientes que não interessam e que a percentagem de cacau presente deixa muito a desejar. Um bolo feito com cacau é outro campeonato!

Bolo de chocolate
150g açúcar mascavado
2 ovos
100g farinha (de trigo simples s/ fermento)
150g manteiga meio sal
250ml leite
cacau a gosto (eu gosto de muito, usei ca. 50g)
3 gotas de essência de rum (eu usei mas é facultativo)

Ir juntando por esta ordem. Bater tudo muito bem. Ajustar os ingredientes consoante o gosto e para a massa ficar com consistência cremosa.

manteiga e pão ralado - para untar a forma
icing sugar - bastante para polvilhar no final
Forno - máximo 30min 180ºC (dependendo do forno, convém vigiarem bem)


domingo, 24 de maio de 2015

clicar em "pause"



Está-se tão bem no fim de semana, não podemos ficar cá mais tempo?


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...