quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

crochet vs. tricot



Regra geral, acho os gorros em tricot mais giros que os de crochet. Ainda assim, falta-lhes esta incrível vantagem de poderem crescer à medida da cabeça dos miúdos (e dão muito mais trabalho!). Fiz um gorro azul para o meu sobrinho Tiago ainda antes dele nascer. Serviu no final do Inverno passado, logo nos primeiros meses do bebé, mas para este ano já estava pequenino (claro!). Acrescentei outra cor e uma barra na cor original e está novamente à medida. É o mesmo gorro renovado, mas parece outro. E posso sempre acrescentar mais linhas facilmente. É uma grande vantagem do crochet, não é? Em qualquer dos casos, a qualidade das lãs é que é o factor chave.




quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Lua



Já tinham saudades da minha fixação pela Lua, confessem. Ou talvez não!

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

inventar espaço para dias cheios



Este ano a consoada será passada em nossa casa.
É uma novidade. Primeira vez. Normalmente juntamo-nos todos em casa dos pais ou em casa de quem tenha mais crianças (o que, se pensarmos bem, é um critério que faz todo o sentido) mas, este ano, é aqui. Yey!

As revoluções há muito adiadas já estão em curso. A mesa precisava de saltar mais para o centro para se poder circular melhor, apareceu um espaço novo em frente à janela e, apesar de a mudança ainda ir a meio, já gosto. Não está a ficar bem?

Quanto ao jantar em si, a minha cabeça fervilha de ideias e espero ansiosamente pelo tempo para as começar a concretizar (e partilhar alguns bocadinhos por aqui!). Vai dar uma trabalheira, mas até isso eu anseio! Se não conseguir fazer tudo o que gostaria, o mais importante é não perder o foco do que celebramos no Natal e, se possível, usar bem o tempo para estar mesmo com as pessoas! Estou feliz em antecipação.



segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

anoitecer em dezembro - Chai Latte em casa



As noites mais frias lá fora acabam por ser as mais quentes cá dentro.

Descobri uma forma de replicar em casa um Chai Latte (com o mesmo sabor do Chai Tea Latte do Starbucks, mas muito mais económico e, provavelmente, mais saudável até). Encontrei a mistura ideal de especiarias e chá preto na Tiger. Junto-lhe umas rodelas de raiz de gengibre fresco e deixo repousar 5 minutos. Depois basta acrescentar leite vaporizado.

Ando a beber mais de um litro por dia! Até aquece a alma.


sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

uma casa sem árvore







No ano passado não houve árvore de Natal cá em casa. Este ano, até agora, também ainda não há. Não gosto de árvores artificiais. São feitas de materiais que dispenso ter dentro de casa e as únicas que não acho mesmo muito feias são as que custam quase tanto como um automóvel. Ainda por cima, são difíceis de montar e desmontar e depois ficam o ano inteiro a ocupar espaço em algum canto de um armário. Costumava encontrar árvores naturais bonitas a um preço acessível em algumas grandes superfícies mas deixaram de aparecer e a opção mais fácil para quem não tem muito tempo é prescindir da árvore. Para já, tenho a árvore impressa em tecido do ikea (que se vê na primeira fotografia) e mais espaço livre de circulação na sala. Depois, logo se vê.

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

obrigada internet!


NYT

Já decidi o que vou fazer logo para o jantar! Se também vos estiver a faltar inspiração, aproveitem. Salteado de frango com limão.

Com uma mistura de arroz longo e selvagem deve ficar mesmo bom!

sábado, 6 de dezembro de 2014

frio polar?



Com a onda de frio polar que dizem que está a passar por nós estes dias, o melhor é mantermos as mãos quentinhas e ocupadas. Os cachecóis em malha são o básico dos básicos. Não têm nada que saber, todos os podem usar e não nos exigem muita concentração nem contas, por isso, são o ideal para se tricotar enquanto se conversa ou se assiste a um bom filme ou à série favorita.

Se, mesmo assim, não tiverem paciência para fazer mas quiserem um cachecol para vocês ou para oferecer, contactem-me por e-mail. Bom fim-de-semana gente boa!


sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

babetes de cruzar nas costas




2014 foi o único ano (até agora!) em que fui tia duas vezes. Nasceram os mais recentes sobrinhos, o Zé e depois o Tiago. Costurar para rapazes nunca é tão fácil e entusiasmante como para meninas. Nem sequer sou  muito apologista da separação do azul-bebé para os rapazes e do cor-de-rosa para as meninas, bem pelo contrário, mas continua a ser muito mais limitado o número de peças que se pode costurar para um rapaz.

O que dá sempre jeito, independentemente do género ou altura do ano, são babetes. A cunhada Sara falou-me nos babetes de cruzar nas costas em vez de apertarem atrás do pescoço. Para além de não saírem do sítio, são mais confortáveis para o bebé. Só não são fáceis de encontrar e, menos ainda, impermeáveis. Já tratei do assunto. Eu sou suspeita, mas gosto muito do resultado!


quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Árvore de livros




Digam lá se não está uma árvore incrível? E posso assegurar-vos que ao vivo é AINDA MAIS gira.

Foi feita a várias mãos e não posso ficar com todos os créditos para mim, mas é mais uma prova de que nem todas as ideias que vamos buscar ao Pinterest falham. A inspiração foi esta.

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

o Outono de Dezembro



Dezembro às vezes traz-nos de presente estas gloriosas manhãs de sol e céu azul para compensar o frio cortante. Ainda nem sequer chegou o Inverno. O Outono tem estes dias bonitos e melancólicos, com manhãs luminosas, serões e noites longas. É aproveitar para encher agora os olhos de beleza e calor que nos sustentem durante os meses que aí vêm.





terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Biscoitos de avelã


DSCF8799

Fiz e enchi muitos sacos destes biscoitos para oferecer no Natal de 2012. No ano passado tive dificuldade em encontrar farinha de avelãs (ou miolo de avelã para triturar em casa) e acabei por desistir deles e encontrar alternativas. Este ano ainda não procurei muito insistentemente mas também só tenho encontrado à venda avelãs com casca. Se virem, avisem-me por favor. Não queria nada ter de perder horas a descascar avelãs, mas estou decidida a fazer novamente os biscoitos, por isso, talvez tenha mesmo de ser.

Biscoitos de avelã

Massa:
1 ovo
150g açúcar amarelo
250g farinha
150g manteiga
200g miolo de avelã moído



Amassar, esticar em superfície enfarinhada e cortar com formas de corte. Forrar com papel vegetal ou placa de silicone o tabuleiro de ir ao forno.

Cozer a 180º durante 5 a 10 minutos.

Cobertura:

1 clara em castelo batida com icing sugar (50 a 100g - a gosto, conforme se queira uma cobertura mais ou menos branca e espessa). Levar 2 minutos ao forno a 150º para secar.

Móbile de anjos de papel (grau de dificuldade: mínimo)


The Craft Train

A longo dos próximos dias vou tentar partilhar convosco uma série de ideias simples retiradas do Pinterest que experimentei e, na prática, até correram razoavelmente bem.



Os anjos de papel podem ser utilizados num móbile, colados na parede, espalmados em postais, pendurados numa árvore, colocados em pé sobre um aparador, entre mil outras possibilidades. É uma actividade óptima para os miúdos a partir dos 8 anos praticarem o corte de precisão com a tesoura.

Só é necessário ter-se: impressora, papel e tesoura (eventualmente um lápis, fita-cola ou washi tape e, se quiserem pendurar como eu, precisam de fio de pesca, furador e um ramo de árvore). Tudo o mais que precisam de saber está aqui.



domingo, 30 de novembro de 2014

1º domingo do Advento





Este tempo que antecede o Natal é, para mim, um tempo de muita calma e paz. Altura de recolhimento, silêncios, abrandamento, contemplação. Advento é espera atenta e é esperança viva. É mais ou menos o oposto da forma como quase toda a gente à minha volta parece insistir em viver o Natal. Nem sabem o que perdem!


quinta-feira, 27 de novembro de 2014

como não ser agradecido num Planeta em que há flores?






Hoje celebra-se o dia de Thanksgiving em vários países. Gostava que Portugal fosse um deles mas, não havendo uma celebração alargada a nível nacional, pelo menos pessoalmente gosto de assinalar o dia.

Na verdade, todos os dias tenho todas as razões para agradecer o tanto que recebo e não mereço mas, principalmente, o facto de ter consciência disso. Caso contrário, a vida seria um vazio.

Em dia de dar graças tento ser agradecida também pelas coisas menos boas mas é inevitável lembrar-me em especial dos muitos dias felizes que 2014 já me ofereceu. Estas fotografias são do casamento da Marta e do Ricardo, no primeiro dia das minhas férias de Verão. Os centros de mesa foram decorados por mim e esse foi um prazer TÃO grande que nem sei como é que ainda não o tinha partilhado aqui até agora. Foi um prazer inversamente proporcional ao grau de simplicidade da decoração. Com flores sou sempre feliz!


As fotografias são da Selma, claro!



quarta-feira, 26 de novembro de 2014

sacos para todas as ocasiões






Um simples saco, com ou sem alsa(s), pode ter múltiplas utilidades. Têm-me sido pedidos vários sacos plastificados para serem usados em automóveis mas, em nossa casa, acabo por usar também sacos destes para guardar muitas outras coisas. Desde colares, lenços, echarpes, guardanapos, pegas de cozinha, pentes e escovas, toalhetes, sacos de plástico, formas para biscoitos, retalhos de tecido... é vê-los, em diferentes cores e tecidos, a povoarem harmoniosamente quase todas as divisões da casa.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...